Kum Nye e Saúde

Há um número crescente de praticantes do Relaxamento Kum Nye,
um sistema suave de auto cura desenvolvido pelo Venerável Tarthang Tulku Rinpoche
em resposta às necessidades diárias dos Ocidentais.

• • •

kum-nye

 

Muitos praticantes têm avaliado o Kum Nye como um importante suplemento profissional aliado de tratamentos médicos. Para outros, o Kum Nye constitui o cerne do cuidado com a saúde pessoal de seus praticantes, por meio de exercícios que promovem equilíbrio psicológico e suporte espiritual.

O termo Kum Nye pode ser traduzido como “interação com o corpo de energia”. Os exercícios de Kum Nye favorecem diretamente o contato com qualidades sutis de vitalidade, o qual gera um fluxo de energia absolutamente fundamental para a saúde e que também promove uma crescente sensação de bem estar.
Durante a realização dos exercícios, o foco está na experiência das tonalidades de sentimentos ou em sentir, imediatamente, a presença de uma experiência. Padrões saudáveis e não saudáveis são diretamente reconhecidos, estabelecendo um guia altamente confiável para a cura.

Ao invés de tratar os sintomas que podem ter sido produzidos ao longo de anos por meio de acúmulos de tensões ou de bloqueios de energia, o Kum Nye atua na causa dos sintomas. Contatando, examinando e aliviando os bloqueios de energias, as práticas redirecionam padrões que possam levar a causar doenças no futuro, e dão suporte à capacidade natural de cura do corpo.

A preparação para o Kum Nye envolve estabelecer um ambiente limpo e quieto para a prática. A prática, propriamente, começa e termina com um sentar silencioso – corpo, respiração e mente em perfeita harmonia. Todo movimento deve ser praticado em equilíbrio: lentamente, num ritmo fluido, que se dissolve nas áreas com bloqueios sem requerer esforço muscular. Na medida em que os sentidos se tornam mais apurados, atividades simples como remover a sujeira do chão ou endireitar uma prateleira se tornam uma extensão espontânea da harmonia interna criada por meio do alívio das tensões.

Num nível mais profundo, a disposição para se desenvolver certas doenças é criada por tendências arraigadas geradas por atitudes excessivas de atração, aversão ou por uma difusa falta de consciência.

A prática do Kum Nye alivia a tendência dualista de nos apegarmos a certas experiências desejáveis enquanto rejeitamos ou ignoramos outras e, ao mesmo tempo, liberamos as mais profundas emoções, que foram reprimidas e, portanto, corporificadas por nós.

Quando praticados com a atitude adequada e com o compromisso de crescer, os exercícios de Kum Nye realmente mudam nossa constituição psicológica.


(Tradução livre de artigo publicado na Gesar Magasine Volume IX nº2 – Dharma Publishing)

 

Clique aqui e veja todas as atividades de Kum Nye oferecidas esse semestre, entre aulas avulsas e programas para aprofundar a prática.