Um semestre resumido em gratidão

O primeiro semestre de 2017 foi muito importante e especial aqui no Centro Nyingma de Budismo Tibetano (CNBT). Completamos 30 anos de atividades no Rio de Janeiro com uma bela exposição de arte tibetana, que atraiu centenas de pessoas ao nosso Centro. Veja abaixo um vídeo que mostra como foi o evento:

Veja aqui também o álbum de fotos da exposição.

Publicamos o novo site, que permitiu que nos apresentássemos melhor no ambiente digital. Estreamos novos cursos, novos eventos, experimentamos novos formatos e obtivemos um retorno maravilhoso!

Além disso, nossa casa ganhou empoderamento, com novas pinturas, rodas de preces, tsa-tsas e thankas, reforçando sua vibração dentro da tradição budista.

 

blog-embelezamento

 

Sálvio Guimarães, nosso Lama Leigo, observa que ”a missão do CNBT é levar os ensinamentos do budismo tibetano para nós aqui no Brasil. E, para levar esta mensagem tem que ter público, um público para ouvir, um público para receber. Então o grande objetivo hoje é fazer com que as pessoas venham ao CNBT, participem das cerimônias, eventos e das aulas”.

Novos cursos começaram a ser criados abrindo novas oportunidades para pessoas que nunca antes aqui estiveram e puderam conhecer nossa casa, o Kum Nye, a meditação e as cerimônias.

Para a Diretora do Instituto Nyingma, Roselene Costa é muito gratificante ver nossa sede movimentada: “Uma coisa que eu acho importante registrar é o sentimento de alegria de ver esta casa cheia. E a gente vê este contentamento em quem chega aqui também, de ver como é este ambiente. Essa energia pacífica e sagrada toca muito as pessoas. Esta é a primeira coisa que eu acho sensacional, esta casa faz sentido assim.”

_W7A3743n

Foto tirada dia 17 de junho, durante a exposição.

Sobre as novas pessoas que tem chegado, ela acrescenta: “vemos muita gente que nunca veio aqui. Muitos jovens, gente formada ou se formando numa faculdade, em transição, nem perdidos, nem achados. Procurando… Então é uma busca por algo a mais. E gostam do resultado, que é rápido também. Isto é muito gratificante tanto para mim quanto para eles. Que venham mais, pois a casa se torna viva, pulsando, pessoas conhecendo, abrindo caminhos. “

Sálvio Guimarães observa que “aqui se faz contato consigo mesmo, se refugiando dentro de si, no sentido de encontrar paz e tranquilidade. O canto de mantra do domingo, por exemplo, é uma forma de entrar em contato com o sagrado, com os mantras que são como que uma oração, no budismo. Ao cantar um mantra, se entra numa sintonia, num processo que chega até seu coração, de bem-estar e de amor, o que justifica o número de pessoas que vêm a estes eventos”.

Agradecemos a todos que esse semestre depositaram confiança no nosso Centro para ajudá-los a ter mais paz e qualidade de vida. Esperamos que tenham encontrado o que procuravam e esperamos vocês no próximo semestre, que começa em agosto! Clique aqui para ver todas as atividades e clique aqui para ver a programação por dia da semana.